Dez fortes militares que preservam um pedaço da história do Brasil

//Dez fortes militares que preservam um pedaço da história do Brasil
Forte de Santo Antônio da Barra (BA) - Foto: Robson Mnendes / AGECOM

Forte de Santo Antônio da Barra (BA) – Foto: Robson Mnendes / AGECOM

Por BRUNA COVACCI – Gazeta do Povo

Visitar as edificações à beira-mar é ótimo programa para famílias que estão em viagem pelos destinos

Durante séculos, o território brasileiro viveu sob a ameaça de invasão de nações estrangeiras. Esse período da história do Brasil está preservado atualmente pelos diversos fortes que foram construídos à época para a defesa do território e também para orientar as embarcações, função que alguns cumprem até os dias atuais. Conhecer estas edificações à beira-mar é uma oportunidade de conhecer a arquitetura dos colonizadores europeus, entender algumas curiosidades e hábitos dos soldados que serviram na época e também passear pela história dos destinos, já que muitos fortes foram construídos há mais de 400 anos. A estrutura das fortalezas ainda deve ser melhorada em breve, já que o Ministério do Turismo planeja investir para melhorar locais de valor imaterial como os fortes.

Forte de Copacabana (RJ)

Forte de Copacabana - Foto: divulgação

Forte de Copacabana – Foto: divulgação

O Forte de Copacabana foi idealizado no fim do século XIX para compor o sistema defensivo da cidade do Rio de Janeiro e de seu porto. Momentos históricos envolveram o forte, como o Movimento Tenentista de 1922 e a Revolução de 1930, em que a fortaleza serviu de prisão para o presidente deposto, Washington Luís. Atualmente, o forte é um dos pontos turísticos mais visitados do Rio, em função da vista incrível que proporciona da orla de Copacabana. Além disso, o espaço abriga um pequeno museu militar e a Confeitaria Colombo, que faz parte do patrimônio cultural da cidade.

Fortaleza de Santa Cruz da Barra (RJ)

Localizado em Niterói, o Forte de Santa Cruz da Barra foi durante os períodos de colônia e império brasileiro a principal estrutura defensiva da Baía de Guanabara e do Porto do Rio de Janeiro, já que à época o forte de Copacabana não existia. Com uma arquitetura imponente e preservada até hoje, a fortaleza atrai uma média de dois mil visitantes por mês e é o segundo ponto turístico mais visitado do município. O último disparo do forte foi dado em 1955.

Forte São Matheus (RJ)

O lindo forte de São Matheus, localizado na Praia do Forte, em Cabo Frio, é o mais antigo monumento da Região dos Lagos. A edificação foi construída a mando da coroa portuguesa no século de XVII a fim de defender as terras de possíveis invasões de ingleses, franceses e holandeses. Preservado, o forte é de fácil acesso e proporciona uma vista linda do oceano e da orla cabo-friense.

Forte das Cinco Pontas (PE)

Localizado em Recife, o Forte das Cinco Pontas foi edificado pelos holandeses no ano de 1630 durante a ocupação de Pernambuco. Durante uma restauração do forte no século XVII, o forte perdeu sua estrutura original e ficou apenas com quatro pontas, como permanece preservado atualmente. Foi neste forte que os holandeses se renderam à revolta luso-brasileira em 1654. Atualmente, a fortaleza abriga o Museu da Cidade do Recife.

Forte Orange (PE)

Forte Orange (PE)

O Forte Orange localiza-se a 50 km de Recife, na ilha de Itamaracá, e é mais um exemplo de construção holandesa na região. Após a saída dos holandeses, os portugueses reformularam a estrutura do local que se tornou patrimônio histórico nacional no século passado. Atualmente, a fortaleza encontra-se fechada para melhorias e a previsão é de reinauguração em dezembro deste ano. Quando o trabalho terminar, os visitantes poderão contemplar vestígios da construção holandesa que estavam escondidos sob a atual fortificação portuguesa.

Forte dos Reis Magos (RN)

O Forte dos Reis Magos foi o marco inicial da cidade de Natal — fundada em 25 de Dezembro de 1599. O nome remete à data de início da sua construção, 6 de janeiro de 1598, Dia de Reis. Sua arquitetura é singular e linda, tendo o forte um formato de estrela. A edificação ainda preserva os canhões expostos na parte superior, capela com poço de água doce e alojamentos.

Forte de Santo Antônio da Barra (BA)

Forte de Santo Antônio da Barra (BA)

Construído em 1696 para proteger a Baía de Todos os Santos, o Forte de Santo Antônio, em Salvador, ganhou, logo após sua inauguração, um farol para orientar as embarcações que ali entravam, missão que é cumprida até hoje. O espaço abriga o Museu Náutico da Bahia, que oferece visitas monitoradas. Atualmente, é comum os baianos e turistas se reunirem no farol para observar o pôr do sol.

Forte São Marcelo (BA)

O Forte São Marcelo, também chamado de Forte do Mar, em Salvador, é o único forte do Brasil em formato circular. Foi construído em 1623 e sua forma cilíndrica foi inspirada no Forte de São Lourenço do Bugio, localizado na foz do rio Tejo, próximo à Vila de Oeiras, em Portugal, que possui um formato similar. Atualmente, porém, este fortificação só pode ser vista por fora, pois está fechada para obras de melhorias até o fim de 2015.

Forte de São João da Bertioga (SP)

O primeiro forte a ser construído no Brasil foi o de São João de Bertioga, localizado na ponta sul de Bertioga, ao lado do canal e próximo à balsa. Erguido em 1532, é considerado patrimônio histórico e cultural do Brasil desde 1940. Tem diversos artefatos históricos em seu interior, como a réplica de uma armadura medieval.

Forte de São José da Ponta Grossa (SC)

Construído em 1740, o Forte de São José da Ponta Grossa está próximo a um dos destinos mais procurados por turistas atualmente: a praia de Jurerê, em Florianópolis. Do forte é possível observar parcialmente a praia de Jurerê e a ponta da praia da Daniela, além do lado continental da Grande Florianópolis. Ou seja, além de abrigar uma parte da história de Florianópolis, a edificação proporciona vistas privilegiadas da cidade.

By | 2015-12-11T16:36:59+00:00 dezembro 11th, 2015|Nacionais|0 Comentários

Deixar Um Comentário